CV

Tiago Sant’Ana

Santo Antônio de Jesus/BA, Brasil, 1990

Vive e trabalha em Salvador/BA

tiagosantanaarte@gmail.com

Representação

Galeria Leme (São Paulo)

Roberto Alban Galeria (Salvador)

Formação acadêmica

2017-em andamento

Universidade Federal da Bahia

Doutorado Multidisciplinar em Cultura e Sociedade

2014-2016

Universidade Federal da Bahia

Mestrado Multidisciplinar em Cultura e Sociedade

2008-2011

Universidade Federal do Recôncavo da Bahia

Bacharelado em Comunicação Social

Exposições individuais

2022

Estrelas flamejantes em manhã de sol, Alban Galeria, Salvador – Texto Marcelo Campos

2021

Irmãos de barco, Galeria Leme, São Paulo – Texto Moacir dos Anjos

2020

Negro swan, IMS Convida, Instituto Moreira Salles – Texto Raphael Fonseca

2019

Aquém mar, Senac Lapa Scipião, São Paulo

2018

Baixa dos Sapateiros, Simone Cadinelli Arte Contemporânea, Rio de Janeiro – Curadoria Clarissa Diniz

Casa de purgar, Paço Imperial, Rio de Janeiro – Curadoria Ayrson Heráclito

Casa de purgar, Museu de Arte da Bahia, Rio de Janeiro – Curadoria Ayrson Heráclito

Exposições coletivas

2022

Histórias brasileiras, MASP – Museu de Arte de São Paulo, São Paulo, Brasil – Curadoria Adriano Pedrosa, Lilia Schwarcz, Amanda Carneiro, André Mesquita, Clarissa Diniz, Fernando Oliva, Glaucea Brito, Guilherme Giufrida, Isabella Rjeille, Sandra Benites, Tomás Toledo

The silence of tired tongues, Framer Framed, Amsterdam, Holanda – curadoria Raphael Fonseca

Um defeito de cor – Museu de Arte do Rio, Rio de Janeiro, Brasil – Curadoria Amanda Bonam, Ana Maria Gonçalves e Marcelo Campos

Necrobrasiliana, Museu Paranaense, Curitiba, Brasil – Curadoria Moacir dos Anjos

Coleção MAR + Enciclopédia Negra, Museu de Arte do Rio, Rio de Janeiro, Brasil – Curadoria Amanda Bonan, Flávio Gomes, Jaime Lauriano, Lilia Schwarcz e Marcelo Campos

Carolina Maria de Jesus: um Brasil para os brasileiros, SESC Sorocaba, Sorocaba, Brasil – curadoria Helio Menezes e Raquel Barreto

Encruzilhada, Museu de Arte Moderna da Bahia, Salvador, Brasil – curadoria Daniel Rangel e Ayrson Heráclito

Entre a estrela e a serpente, Galeria Leme, São Paulo, Brasil – curadoria Galciane Neves

Vários 22, Galeria Arte132, São Paulo, Brasil – curadoria Lilia Schwarcz

2021

Enciclopédia Negra, Pinacoteca do Estado de São Paulo, Brasil – curadoria Lilia Schwarcz e Jaime Lauriano
Corpo-experimento, Museu de Arte do Espírito Santo, Espírito Santo, Brasil – curadoria Gilberto Alexandre Sobrinho
Nise da Silveira – a revolução pelo afeto, Centro Cultural Branco do Brasil, Rio de Janeiro, Brasil – curadoria Estúdio M’Baraká
Darwin: Origens & Evolução, Centro Cultural FIESP, São Paulo, Brasil – curadoria Estúdio M’Baraká
Carolina Maria de Jesus: um Brasil para os brasileiros, IMS, São Paulo, Brasil – curadoria Helio Menezes e Raquel Barreto
Crônicas Cariocas, Museu de Arte do Rio, Rio de Janeiro, Brasil – curadoria Marcelo Campos, Amanda Bonan, Luiz Antônio Simas e Conceição Evaristo

2020

ArtDubai, Dubai, Emirados Árabes Unidos – curadoria Marina Forkidis
Rua!, Museu de Arte do Rio – MAR, Rio de Janeiro, Brasil – curadoria Marcelo Campos
The discovery of what it means to be Brazilian, Mariane Ibrahim Gallery, Chicago, EUA – curadoria Hélio Menezes

2019

Ontem, hoje, agora, Solar dos Abacaxis, Rio de Janeiro, Brasil – curadoria Catarina Duncan
Inundação, Museu Casa do Pontal, Rio de Janeiro, Brasil – curadoria de Marcelo Campos
MEDO/ANGST, Weltkunstzimmer, Düsseldotf, Alemanha – curadoria de Ben J. Riepe
O Rio dos navegantes, Museu de Arte do Rio – MAR Rio, Rio de Janeiro, Brasil – curadoria de Evandro Salles, Fernanda Terra, Marcelo Campos e Pollyana Quintella
À nortdeste, SESC 24 de maio, São Paulo, Brasil – curadoria de Bitu Cassundé, Clarissa Diniz e Marcelo Campos
Ounjé – A comida dos orixás, SESC Ipiranga, São Paulo, Brasil – curadoria de Ayrson Heráclito e Maria Lago
Virada Cultural de São Paulo, Centro Cultural São Paulo, São Paulo, Brasil – curadoria de Maurício Ianês
Baile da Aurora Sincera, Solar dos Abacaxis, Rio de Janeiro, Brasil – curadoria de Bernardo Mosqueira
Uma delirante celebração carnavalesca: o legado de Rosa Magalhães, Centro Municipal de Arte Hélio Oiticica, Rio de Janeiro, Brasil – curadoria de Leonardo Antan

2018

Histórias Afro-Atlânticas, MASP e Instituto Tomie Ohtake, São Paulo, Brasil – curadoria de Adriano Pedrosa, Lila Schwarcz, Ayrson Heráclito, Hélio Menezes, Tomás Toledo
Luzes indiscretas entre colinas cônicas, Simone Cadinelli Arte Contemporânea, Rio de Janeiro, Brasil – curadoria de Marcelo Campos
14º Salão Nacional de Artes de Itajaí, Casa de Cultura Itajaí, Itajaí, Brasil – curadoria de Célia Barros

2017

Responder a tod_s, Despina, Rio de Janeiro, Brasil – curadoria de Raphael Fonseca
Axé Bahia: The power of art in an afro-brazilian metropolis, Fowler Museum at UCLA, Los Angeles, EUA – curadoria de Patrick Polk, Roberto Conduru, Sabrina Gledhill e Randal Johnson
Negros Indícios, Caixa Cultural, São Paulo, Brasil – curadoria de Roberto Conduru
Festival Performe-se: Fronteiras borradas, fronteiras erguidas, Museu Capixaba do Negro, Vitória, Brasil – Curadoria Carla Borba
Novas Poéticas, Galeria Cañizares, Salvador, Brasil – curadoria de Philipe F. Augusto
Amewa, Galeria Gustavo Schnoor, Rio de Janeiro, Brasil – curadoria de Marcelo Campos e Thiago Ortiz

2016

Orixás, Casa França-Brasil, Rio de Janeiro, Brasil – curadoria de Marcelo Campo
Reply All, Grosvenor Gallery, Manchester, Reino Unido – curadoria de Raphael Fonseca

2014

Salão de Artes Visuais da Bahia – Edição Especial, Museu de Arte Contemporânea da Bahia – MAM-BA, Salvador, Brasil
Salão de Artes Visuais da Bahia – Camaçari, Cidade do Saber, Camaçari, Brasil

2013

5º Encuentro de Acción en Vivo y Diferido, Bogotá, Colômbia – curadoria de Tzitzi Barrantes
13º Salão Nacional de Artes de Itajaí, Casa da Cultural Itajaí, Itajaí, Brasil – curadoria de Josué Matos
Mostra OSSO Latino Americana de Performances Urbanas, Trancoso, Brasil, Arraial D’Ajuda, Brasil
Salão de Artes Visuais da Bahia, Centro Cultural de Teixeira de Freitas, Teixeira de Freitas, Brasil

2012

XI Bienal do Recôncavo, Centro Cultural Dannemann, São Félix, Brasil
O performer e sua imagem, Galeria Cañizares, Salvador, Brasil – curadoria de Ricardo Biriba

2011

I Circuito Regional de Performance Bode Arte, Tecesol, Natal, Brasil
Corpo aberto Corpo fechado, Galeria Cañizares, Salvador, Brasil

2010

I Virada Cultural do Recôncavo, Centro Cultural Dannemann, São Felix, Brasil
Mostra Mandu de Performances Urbanas, Casa de Câmara e Cadeia, Cachoeira, Brasil
Corpo em prospecção, Centro de Artes, Humanidade e Letras, Cachoeira, Brasil
Instalativa, Centro de Artes, Humanidades e Letras, Cachoeira, Brasil – curadoria Ayrson Heráclito

Prêmios

Bolsa de fotografia ZUM – Instituto Moreira Salles, São Paulo, 2021

Soros Arts Fellowship, Nova York, 2020
Prêmio FOCO ArtRio, Rio de Janeiro, 2019
Indicado ao Prêmio PIPA, Rio de Janeiro, 2018
Menção especial – Salão de Artes Visuais da Bahia, Camaçari, 2014
Menção especial – Salão de Artes Visuais da Bahia, Teixeira de Freitas, 2013
Portas abertas para as Artes Visuais – Fundação Cultural do Estado da Bahia, 2013

Coleções

MASP – Museu de Arte de São Paulo

Pinacoteca de São Paulo

MAR – Museu de Arte do Rio

Museu de Arte Moderna da Bahia

Casa de cultura da América Latina/UNB